Ozzy Osbourne diz que a música “Suicide Solution” foi mal interpretada

Em nova entrevista ao programa Ozzy’s Boneyard, da rádio SiriusXM, que vai ao ar nesta sexta-feira, dia 18, às 18h (horário de Brasília), Ozzy vai falar sobre o relançamento digital do álbum “Blizzard Of Ozz”, o primeiro disco da carreira solo do eterno Príncipe das Trevas, que completa nesta semana 40 anos de seu lançamento original.

Ozzy e o apresentador Billy Morrison vão falar sobre todas as músicas de “Blizzard Of Ozz”, incluindo, claro, “Suicide Solution”, que foi motivo de controvérsia em 1986, quando os pais de um adolescente (John McCollum) que se matou com um tiro na cabeça entraram com um processo contra Ozzy, alegando que seu filho foi influenciado pela letra da música.

Sobre as alegações do processo, Ozzy disse a Morrison: “Bem, isso foi tirado, totalmente, do contexto. Nós escrevemos essa música sobre… Nós estávamos bebendo muito naquela época. Eu bebi muito e por muito tempo. Então, ‘Suicide Solution’ significa solução, líquido, e não uma saída. As pessoas entenderam tudo errado”.

Os pais de John McCollum acreditavam que Ozzy era o responsável pela morte de seu filho, já que havia na letra da música, segundo os pais do garoto, uma parte que incitava o adolescente a se matar. McCollum estava, supostamente, ouvindo Ozzy Osbourne quando se matou em 27 de outubro de 1984, usando uma pistola calibre 22 de seu pai.

Um tribunal da Califórnia, Estados Unidos, rejeitou o processo dos McCollums em 1988, determinando que o suicídio de John não era um resultado previsível da canção de Ozzy.

Parte da entrevista com Ozzy pode ser conferida no player a seguir:

Confira “Suicide Solution”:

Fonte: Rockbizz

Rolar para cima

BAIXE O APP DA KISS FM