Rock news

Notícias do mundo do Rock.
21 outubro 2019

Viper grava nova versão de clássico e lançará videoclipe com a formação da nova turnê

O Viper entrou em estúdio em setembro para gravar a nova versão de um de seus maiores sucessos: “To Live Again”. A versão 2019, batizada de “To Live Again (Redux)”, será lançada 30 anos após o lançamento da canção original. Em 1989, saia Theatre of Fate, álbum considerado um marco do heavy metal brasileiro e mundial e que contava com “To Live Again” entre seus maiores sucessos. A canção estará disponível em todas as plataformas digitais a partir de 25 de outubro de 2019.

A nova versão “To Live Again (Redux)” gravada por Viper & Guests foi produzida por Guilherme Canaes, que já trabalhou com bandas como Angra, Shaman e Symphony X, entre outros. As sessões aconteceram no estúdio OM, em São Paulo, e a masterização ficou a cargo do renomado Tony Lindgren, engenheiro de som do Fascination Street Recording Studios, na Suécia. A produção executiva é da Top Link Music e a arte do single foi criada pelo estúdio J.Duarte Design.

“Gravar uma nova versão de ‘To Live Again’ foi uma experiência incrível. Não apenas pela contribuição de outros músicos, mas também porque pudemos prestar atenção na música do ponto de vista da composição. E o que me chamou a atenção é que ‘To Live Again’, assim como as outras músicas do álbum ‘Theatre of Fate’, são extremamente atuais. Parece que o Pit escreveu a música ontem, quando na verdade já faz 30 anos’, afirma o guitarrista Felipe Machado.

“To Live Again (Redux)” passou por uma nova roupagem não apenas em arranjo e sonoridade, mas também ganhou um trecho instrumental totalmente inédito que promete incendiar as apresentações ao vivo pela presença de dois bateristas no palco: os bateristas Guilherme Martin e Ricardo Confessori tocarão juntos a nova versão ao vivo durante os shows da ‘Celebration Tour’.

A expressão em latim ‘Redux’ significa ‘trazido de volta’ ou ‘de volta à origem’.

O clipe de ‘To Live Again (Redux)’ foi dirigido e editado por Leo Liberti, da produtora internacional Libertà FiIms. Conhecido do público brasileiro pela direção de clipes como “Lying in State”, do Megadeth, e “Black Widow’s Web”, do Angra, Leo Liberti já ganhou diversos prêmios no Brasil e no exterior. Além de dois Grammys latinos e onze indicações em festivais internacionais, o jovem diretor brasileiro já ganhou seis leões de ouro no Festival de Criatividade de Cannes, na França, e quatro CLIO Awards, nos Estados Unidos.

Confira um teaser abaixo:

Fonte: Eric Campi – Wikimetal

WhatsApp chat