R.E.M. quer processar Trump por usar suas músicas em comícios

A banda R.EM. usou suas redes sociais para deixar claro que está ciente de que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está usando suas canções em comícios. Mais que isso, eles esclareceram que não apoiam que as composições façam parte dos eventos e estudam tomar medidas legais contra isso.

O baixista Mike Mills é quem veio a público, via Twitter. “Nós estamos sabendo que Donald Trump continua usando nossa música em seus comícios. Nós estamos explorando meios legais para evitar isso”, afirmou ele.

“Mas, se não for possível [usar de meios legais], por favor, saibam que nós não concordamos com o uso de nossa música por parte deste homem, que é uma fraude e um vigarista”, completou Mills.

O R.E.M. já havia se manifestado contra Trump em 2015, por ele usar “It’s The End Of The World As We Know It (And I Feel Fine)” e é só mais um grupo a condenar o presidente, em uma lista que é longa: The Rolling Stones, Queen, Steven Tyler, Neil Young, Rihanna e Nickelback já se posicionaram contra.

Fonte: UOL

Rolar para cima

BAIXE O APP DA KISS FM