Judas Priest fica fora do Hall da Fama do Rock pela segunda vez: “Piada total”

Na última quarta-feira, dia 15, foram anunciados os novos artistas a serem introduzidos no Hall da Fama do Rock. E a ausência do Judas Priest gerou um certo desconforto no meio musical, principalmente vindo do guitarrista Richie Faulkner.

No Twitter, o músico demonstrou indignação ao concordar com o tuíte de Kenny Sargent, que escreveu: “Calma. Depeche Mode, Whitney Houston, Nine Inch Nails e Biggie Smalls ANTES do Judas Priest no #RockHall2020? Como vou explicar para o meu filho, se nem eu entendo isso?”

Faulkner, então, respondeu: “Não faz sentido né Kenny? É por isso que o Hall da Fama do Rock não tem credibilidade alguma para mim, e nunca teve”.

E essa não foi a única demonstração de indignação que o guitarrista compartilhou nas redes sociais. “Viajar pelo globo e fazer turnês para os melhores fãs do mundo é o melhor prêmio que eu posso imaginar”, acrescentou.

“Essas instituições foram erguidas em cima do que esses caras ajudaram a criar, e não ser incluído é uma piada total […]. Se você quer chamar isso de Hall da Fama do Rock, então devia começar com uma base firme do rock em todas as suas formas”, finalizou o músico.

Os artistas que entrarão oficialmente para o Hall da Fama do Rock em 2020 são o Nine Inch Nails, Depeche Mode, T-Rex, The Doobie Brothers, The Notorious B.I.G. e Whitney Houston.

Junto com o Judas Priest, quem entrou para a primeira lista da pré-seleção, mas não conseguiu a honraria foi o Motorhead, Thin Lizzy, Soundgarden, MC5, Pat Benatar e Todd Rundgren.

 

Rolar para cima

BAIXE O APP DA KISS FM