Rock news

Notícias do mundo do Rock.
11 fevereiro 2019

Paul Stanley cover não liga para o cabelo em chamas e continua tocando

Um músico vestido de Paul Stanley viu seus cabelos ficarem em chamas durante um show nos Estados Unidos. A banda em questão é a Hairball, que se define como a “melhor experiência do rock dos anos 1980” e fazia uma homenagem ao Kiss. O vocalista e guitarrista Bobby Jensen se vestiu de “Starchild” – personagem de Paul Stanley – com direito a roupa e maquiagem e sequer parou de cantar enquanto sua cabeça pegava fogo.

O guitarrista da Hairball ainda tentou ajudar a apagar o fogo, mas desistiu e chamou a equipe da produção, que conseguiu conter a chama rapidamente, aparentemente sem grandes problemas para Jensen, que continuou tocando e cantando como se nada estivesse acontecendo.

“Eu gosto disso, então, se estava pegando fogo mesmo, não ligo, faz parte da diversão. Eu percebi que estava pegando fogo na hora, e não é peruca, é meu cabelo! Ele estava bem cheio antes, agora estou parecendo ter um corte à la Alice Cooper”, disse o vocalista.

“A gente está sempre preparado para esse tipo de coisa. Por isso eu não me assustei. Tenho confiança na minha equipe e sabia que eles iriam me salvar. Então, pensei: ‘vou continuar cantando pra galera enquanto pego fogo'”, completou ele.

Além de Kiss, a Hairball toca hits de bandas como Van Halen, Motley Crue, Queen, Journey e Aerosmith.

Curiosamente, no Kiss é o baixista/vocalista Gene Simmons quem já teve de lidar algumas vezes com suas madeixas em chamas, até porque ele costuma cuspir fogo durante os shows do grupo. Gene já estimou que em umas sete oportunidades o truque deu errado.

alvez seja melhor a banda Hairball – que em português poderia ter o nome traduzido para bola de cabelo – mudar seu nome. Que tal acrescentar um de fogo e virar Hairball of Fire?.

Fonte: Maurício Dehò – UOL

WhatsApp chat