Rock news

Notícias do mundo do Rock.
11 junho 2019

Capital Inicial – Credicard Hall, São Paulo – SP

08 de junho de 2019

Por Otávio Juliano – Instagram @showsbyotavio
Fotos por Leandro Anhelli – Instagram @anhelli1980 – www.anhelli.com.br

Sábado foi dia de celebrar o Rock nacional no Credicard Hall, em “noite histórica” de mais de duas horas de música, como definiu o próprio vocalista Dinho Ouro Preto ao final da apresentação.

Milhares de fãs da banda se juntaram para acompanhar mais esse show da turnê “Sonora” em São Paulo, mostrando a força do Capital Inicial, banda que há mais de 30 anos é um dos principais nomes da música brasileira.

Com forte aparato visual, o Capital Inicial fez a noite ficar ainda mais bonita com as luzes coloridas que emanavam do palco, como durante a execução de “Olhos Vermelhos”, quando a cor vermelha tomou conta da casa, ou em “Só Eu Sei”, com raios sendo projetados em direção ao público.

Mesclando sucessos atemporais da banda com canções mais recentes, extraídas do álbum “Sonora” (2018), Dinho e cia fizeram a alegria dos presentes e embalaram o público ao som de “À Sua Maneira” e “Primeiros Erros (Chove)”, cantadas a uma só voz, além das novas “Tudo Vai Mudar” e “Não Me Olhe Assim”.

Quando perguntou à plateia qual era a melhor banda de Rock brasileira, o vocalista Dinho já prontamente respondeu: “Legião Urbana”, chamando Renato Russo de “imbatível” como compositor. Nessa hora emendou “Tempo Perdido” e na sequência “Música Urbana”, originalmente composta pela banda Aborto Elétrico, cuja separação deu origem às bandas Capital Inicial e Legião Urbana, nos idos de 1982.

Antes de se retirar do palco pela primeira vez, o guitarrista Yves Passarell foi ao microfone para dedicar o show ao vocalista André Matos (Angra, Shaman), seu ex-companheiro de Viper, falecido no próprio sábado.

Ao retornar para o manjado bis, o Capital Inicial novamente misturou sucessos antigos a canções e covers. “Fogo” e “Seja o Céu” foram tocadas, além de mais uma música do Legião Urbana – “Que País é Este” – quando Dinho fez questão de ressaltar o fato de sua letra ser ainda bastante atual, afinal escândalos políticos são rotina no Brasil. Nessa ocasião, um fã gritou “Dinho presidente”, arrancando risos gerais.

“Mulher de Fases”, dos Raimundos, fechou a noite, com direito a milhares de celulares acesos. O vocalista, muito feliz e empolgado, ainda pediu aos fãs que levantassem os braços e gritassem “Do Caralho” ou qualquer outra baixaria, novamente fazendo muitos gargalharem. É claro que o público atendeu o pedido de Dinho, afinal o show foi “do caramba” (risos) mesmo.

Agradecimentos à T4F – Time For Fun pela atenção e credenciamento da equipe da rádio.

Banda:

Dinho Ouro Preto – vocal
Fê Lemos – bateria
Flávio Lemos – baixo
Yves Passarel – guitarra e violão
Fabiano Carelli – guitarra

Setlist:

Tudo Vai Mudar
Invisível
Quatro Vezes Você
Independência
Todas as Noites
Tudo Que Vai
Leve Desespero
Como Se Sente
Não Me Olhe Assim
Só Eu Sei
Olhos Vermelhos
Primeiros Erros (Chove)
Não Olhe Pra Trás
Tempo Perdido
Música Urbana
Fátima
Veraneio Vascaína
Natasha
À Sua Maneira

Bis:

Seja o Céu
Fogo
Que País É Este
Mulher de Fases

WhatsApp chat